Agronegócio

Aumento dos estoques finais de milho no Brasil na temporada atual

Volume é 61,1% maior que as 7,98 milhões de toneladas em estoques no final de 2015/2016
Créditos: Divulgação

No relatório divulgado em janeiro deste ano, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou os estoques finais de milho no país em 12,86 milhões de toneladas na temporada atual (2016/2017).

O volume é 61,1% maior que as 7,98 milhões de toneladas em estoques no final de 2015/2016. Apesar da expectativa de aumento das exportações brasileiras de milho nesta temporada e maior consumo interno, o incremento na produção deverá ser maior.

A expectativa é de que o país exporte 24,00 milhões de toneladas em 2016/2017, frente as 18,00 milhões de toneladas embarcadas em 2015/2016. O consumo interno está estimado em 56,10 milhões de toneladas na temporada atual, frente as 53,38 milhões de toneladas consumidas em 2015/2016.

Já do lado da produção, o volume total (primeira e segunda safras) está estimado em 84,48 milhões de toneladas no ciclo atual. São 17,91 milhões de toneladas a mais que o colhido na safra passada, quando foi registrada quebra de produção.

O aumento da oferta na temporada e os estoques maiores são os principais fatores de baixa para os preços do milho este ano.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é ser necessário ser cadastrado
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos